top of page
Banner Blog da IMC

Blog da IMC

  • Foto do escritorIMC Resistências Elétricas

Efeito Peltier: saiba o que é e como funciona!


Efeito Peltier: saiba o que é e como funciona!

O Efeito Peltier tem a capacidade de gerar o aquecimento de uma junção e o resfriamento da outra devido à manutenção da corrente elétrica em um circuito de dois condutores diferentes. Ele pode se tornar mais potente em circuitos que contenham semicondutores distintos formados por uma bateria unida por dois pedaços de fio de cobre.


Esses dois fios são ligados a um pedaço de fio de bismuto, um metal quebradiço e duro aplicado em ligas metálicas. O Efeito Peltier foi uma descoberta do físico francês Jean Charles Athanase Peltier, ocorrida em 1834. Neste post, vamos explicar melhor como funciona esse fenômeno termoelétrico que tem sido de grande utilidade para a sociedade.


Gostaria de saber como funciona o Efeito Peltier? Continue a leitura deste artigo e fique por dentro!

O que é o Efeito Peltier?

O Efeito Peltier é um fenômeno que faz a corrente elétrica fluir por meio da junção usada para conectar dois materiais com absorção ou emissão de calor. Esse processo termoelétrico equilibra a diferença de potencial dos materiais e possibilita a fabricação de geladeiras eletrônicas, por exemplo, além de coolers de CPUs, detectores infravermelhos e muito mais.


O fenômeno produzido pelo Efeito Peltier pode ser substituído por outras metodologias de refrigeração e de aquecimento, embora seja bastante usado na indústria. O uso é simples, mas em algumas situações pode ser ineficiente aos objetivos dos fabricantes de produtos eletrônicos, tendo em vista que pode gerar excesso de calor.

Como funciona?

O processo funciona da seguinte maneira: quando a corrente elétrica passa pelos fios de cobre para o fio de metal bismuto, a consequência é o aumento da temperatura na junção. Por outro lado, quando a eletricidade percorre o caminho inverso, ocorre o resfriamento e há uma queda na temperatura onde ela passa.


Sendo assim, o Efeito Peltier possibilita uma diferenciação de temperatura com a transferência de calor entre juntas. A tensão elétrica é criada pelos condutores que são unidos para desempenhar essa função. O calor é depositado em uma junção enquanto a outra é resfriada passando por um processo de arrefecimento.

Quais as aplicações?

Uma das principais aplicações do Efeito Peltier é promover o resfriamento de ambientes, mas também pode ser usado para controlar a temperatura ou para o aquecimento. Desse modo, resulta na remoção ou adição de calor de certos materiais, sendo um fenômeno reversível e proporcional à corrente elétrica aplicada.


O fenômeno termoelétrico realiza uma transferência de energia térmica interessante para vários aparelhos usados pelos consumidores. Veja a seguir os usos mais comuns dados a esse processo cujas aplicações são bastante amplas nas mais variadas indústrias do nosso país:

  • bebedouros eletrônicos;

  • câmera frigorífica;

  • minigeladeiras;

  • aparelhos que aquecem ou esfriam a água;

  • ultrarresfriamento com temperaturas em torno de 0 graus na escala Kelvin que equivale a -273 graus Célsius;

  • pilhas atômicas de longa duração;

  • bombas que removem ou adicionam calor com transferência efetiva de um lado do dispositivo para o outro.

Enfim, os dispositivos planejados para a geração do Efeito Peltier são excelentes opções para refrigeradores e outros eletrodomésticos. Esse fenômeno pode ser visualizado em aparelhos de ar condicionado, desumidificadores de ar, aquecedores, freezers residenciais ou comerciais, entre outras aplicações.


Agora você já sabe o que é e como funciona o Efeito Peltier! Esse fenômeno pode ser ineficiente em determinados equipamentos e também consome muita energia para gelar calor. Apesar disso, tem um potencial tecnológico enorme, é confiável por não ter partes móveis, é acessível, tem mobilidade e pouca necessidade de manutenção ou reparos.


Se você gostou desse conteúdo e ainda tem dúvidas sobre esse assunto, deixe um comentário aqui!

644 visualizações22 comentários

22 Comments


Carlos Abreu
Carlos Abreu
Apr 12
Like

Carlos Abreu
Carlos Abreu
Apr 12
Like

Carlos Abreu
Carlos Abreu
Apr 12
Like

Carlos Abreu
Carlos Abreu
Apr 12
Like

Carlos Abreu
Carlos Abreu
Apr 12
Like
bottom of page