top of page
Banner Blog da IMC

Blog da IMC

  • Foto do escritorIMC Resistências Elétricas

Problemas elétricos: saiba como identificar na indústria


Problemas elétricos: saiba como identificar na indústria

Você sabe o que é uma resistência elétrica? Apesar de a maioria das pessoas associarem a funcionalidade da resistência unicamente à sua utilização em chuveiros elétricos, saiba que esse componente tem profunda importância para o bom funcionamento de uma indústria, inclusive porque ajuda a diagnosticar problemas elétricos e também atua em setores da indústria que necessitam de aquecimento.


As duas aplicabilidades fundamentais das resistências são: permitir o controle da tensão (voltagem) em circuitos elétricos e eletrônicos, e transformar energia elétrica em calor por meio do efeito joule.


Sabendo da relevância da resistência elétrica nas indústrias, preparamos este post que descreve os principais sinais de que o seu sistema de distribuição apresenta problemas. Confira!


O que são problemas elétricos?


A teoria explica que a resistência elétrica é a dificuldade que um condutor elétrico pode impor ao caminho que um conjunto de elétrons percorre. Um gerador de energia contém elétrons livres fracamente presos ao núcleo, que migram de um polo a outro do gerador quando conectados por um fio condutor.


A resistência desse condutor é medida pela força que esse fio tem para inibir o movimento de elétrons. Essa dificuldade ocorre porque os elétrons livres colidem entre si e com os átomos que formam o condutor. Portanto, podemos dizer que características físicas como tipo de material, comprimento e largura do condutor podem influenciar na resistência.


Como saber se o equipamento está com problemas elétricos?


Choques elétricos


Se os equipamentos da sua fábrica estão causando choques em seus operadores, há uma grande possibilidade de ocorrer uma fuga de corrente. A fuga de corrente é como se fosse um vazamento de eletricidade, ou seja, no condutor está passando mais corrente elétrica do que havia sido projetado.


Essa corrente em excesso deve seguir para algum lugar. Caso o equipamento não esteja aterrado, é muito provável que essa energia se concentre na carcaça metálica dos equipamentos aos quais têm contato. Isso ocasiona descargas elétricas em quem os toque.


Conta de luz bem acima do normal


Será que uma fuga de corrente pode fazer sua conta de energia ficar mais cara? Claro que sim! Se você “usa” mais energia, automaticamente sua conta vem mais cara. Uma fuga de corrente em um sistema bem aterrado, com certeza, não causará a dor de um choque, mas provavelmente doerá no bolso.


Fios danificados ou derretidos


Sabemos que a resistência dificulta a passagem da corrente. Agora, imagine que a resistência não esteja fazendo corretamente seu papel e esteja dificultando a passagem de corrente menos do que deveria. O que aconteceria se passasse por um condutor uma corrente de magnitude maior do que a que ele foi construído para suportar?


Isso geraria um aquecimento elevado, causando danos à fiação. Essa manifestação elétrica é chamada de sobrecarga e pode danificar não só fios como queimar equipamentos.


Equipamentos queimando subitamente


Se uma resistência funcionando abaixo do esperado pode gerar uma carga maior e elevar a temperatura, imagine se não houver resistência controlando a corrente que passa pelo condutor e essa corrente chegar a um de seus equipamentos. Esse fenômeno, chamado de curto circuito, pode queimar os circuitos dos equipamentos da sua indústria.


O curto circuito ocorre quando duas ou mais potências se conectam por meio de um caminho sem resistência. Isso ocasiona um grande aumento da amperagem (medida de corrente elétrica) e superaquecimento.


Disjuntores desarmando frequentemente


Os disjuntores são componentes elétricos que asseguram a proteção da sua rede. Sua função é bloquear a passagem de uma corrente excessiva, evitando danos ao seu sistema elétrico. Quer saber como ele faz isso? Desarmando, ou, se preferir, desligando.


Quando o disjuntor identifica que a corrente está acima da ideal, ele simplesmente fecha o caminho da corrente e garante a estrutura de funcionamento elétrico da sua firma, evitando que os equipamentos sejam danificados.


Portanto, quando um disjuntor estiver desligando frequentemente, não o troque por um de maior amperagem. Nesse caso, você colocará toda a rede elétrica em questão em risco. Quedas de funcionamento devido ao desarme do disjuntor não significam falha desse componente de segurança. Isso quer dizer que há algum defeito dentro da estrutura elétrica da empresa.


Cheiro de queimado


Sabemos que uma das funções da resistência é transformar energia elétrica em energia térmica e, por consequência, gerar calor — o que gera o cheiro de queimado. Pode ser um indício de que alguma resistência está aquecendo mais do que deveria e, por isso, estar queimando o isolante de um condutor.


Se você sentiu algum cheiro de queimado, identificou alguma fumaça ou viu algum componente derretido, chame rapidamente um profissional. Pode haver certa probabilidade de risco de incêndio. Melhor correr com a manutenção para que não ocorra algo grave.


Oscilações de Energia


Repentinamente as luzes da firma ficam mais fortes ou mais fracas? Se isso está acontecendo na sua indústria é um sinal de que a sua rede elétrica não está estável. Uma oscilação de energia ao acionar um equipamento que puxa muita corrente pode ser considerada normal, porém, a frequência dessa situação em ocasião distinta deve ser tratada como um problema.


Se isso estiver ocorrendo, corra logo para resolver. Essa oscilação pode danificar os equipamentos que estão conectados à rede elétrica.


Mantenha-se sempre atento a esses sinais, principalmente se a sua rede elétrica for muito antiga e não tiver sido projetada para alimentar os equipamentos atuais. São esses os casos mais comuns de sobrecarga. Problemas elétricos devem ser tratados com seriedade, uma vez que podem causar danos ao patrimônio da firma e à vida dos colaboradores.


O recomendado é manter uma revisão periódica da sua estrutura elétrica a cada 5 anos utilizando manutenção preventiva. Evite que problemas elétricos se acumulem ou que sejam resolvidos por gambiarras. Não hesite em realizar uma reforma se o relatório da sua inspeção periódica apontar para essa situação.


Quando necessitar fazer uma reforma ou tiver a necessidade de adquirir resistências para realizar uma manutenção preventiva e evitar problemas elétricos, procure a fornecedora de resistências elétricas industriais IMC, que já tem 50 anos de experiência no mercado e é especializada no assunto!


Quer conhecer nossa linha de produtos? Visite o nosso site e entre em contato conosco! Estaremos preparados para atender você da melhor maneira possível!

157 visualizações0 comentário
bottom of page