top of page
Banner Blog da IMC

Blog da IMC

  • Foto do escritorIMC Resistências Elétricas

Precisamos falar sobre a Indústria 5.0 e o novo conceito que vem surgindo


Precisamos falar sobre a Indústria 5.0 e o novo conceito que vem surgindo

Os avanços da tecnologia promovem transformações profundas no setor industrial. Os gestores passaram a notar a importância da inteligência humana de modo conjunto com a automatização dos processos. Se antes o foco da Indústria 4.0 estava nas máquinas, agora a atenção passa a se voltar para os seres humanos.


Muito já se falou sobre a Indústria 4.0, mas um novo conceito está ganhando força. E aí surge a importância da Indústria 5.0. A partir de agora, os equipamentos devem desempenhar as suas funções devidamente alinhadas com a atuação humana. Trata-se de uma forma de facilitar o trabalho das pessoas e trazer mais produtividade para as indústrias.


Quer saber mais sobre esse fenômeno e o que está por trás disso? Neste post, vamos trazer as questões envolvendo o conceito de Indústria 5.0, suas principais novidades e tendências. Boa leitura!


O que é a Indústria 5.0?


Essa nova tendência promove a reconciliação entre a atuação das máquinas e a atividade humana, com o intuito de criar um vínculo integrado e aproximar ambos os lados, que foi deixado de lado nas revoluções industriais passadas.


Ela surgiu em meio à necessidade de mais equilíbrio entre a automação e a humanização, reforçando a importância do homem e a tecnologia caminharem juntos. Nesse sentido, há a criação de um modelo de trabalho inovador para as máquinas e seres humanos.


Quais foram as revoluções anteriores?


Confira as revoluções industriais e seus principais objetivos ao longo dos tempos:

  • Primeira Revolução Industrial: teve início no século XVIII e preconizava o uso de energia a vapor e mecanização da produção para aumentar a produtividade;

  • Segunda Revolução Industrial: iniciou-se no século XIX, em decorrência da descoberta de eletricidade e linha de montagem, promovendo a produção em massa;

  • Terceira Revolução Industrial: teve início nos anos 70 e envolve a ideia de criação de controles e computadores programáveis que executavam tarefas sem a necessidade de intervenção humana, como os robôs;

  • Quarta Revolução Industrial ou Indústria 4.0: uso das tecnologias de informação e comunicação que são expandidas por uma conexão, promovendo maior automação da produção;

  • Quinta Revolução ou Indústria 5.0: integração entre equipamentos modernos e a atuação humana.


O que muda com a Indústria 5.0?


A Indústria 5.0 aplica os recursos tecnológicos da Indústria 4.0 de maneira integrada com a inteligência humana e a tecnologia robótica. Existe um significativo potencial de personalização e uma grande flexibilidade na produção. Nesse sentido, será possível que robôs movidos por softwares realizem tarefas mecânicas, análises preditivas e atividades repetitivas, por meio de ferramentas intuitivas e robustas.


Os preceitos que representam a Indústria 5.0 já estão presentes na realidade da maioria dos empreendimentos. Nesse sentido, torna-se essencial acompanhar essa tendência e pensar em processos empresariais que utilizam as tecnologias 4.0, mas sem perder o foco nas pessoas. Portanto, não perca mais tempo e comece a tirar o máximo de proveito dessa tecnologia aplicada aos processos industriais!


Quer otimizar as operações do seu negócio? Então, saiba mais sobre o assunto. Conheça os principais produtos para manutenção industrial!

9 visualizações0 comentário
bottom of page