top of page
Banner Blog da IMC

Blog da IMC

  • Foto do escritorIMC Resistências Elétricas

Marmiteiro elétrico: saiba porque é importante na empresa!


Marmiteiro elétrico: saiba porque é importante na empresa!

Um refeitório com um marmiteiro elétrico na empresa traz muitos benefícios. Um exemplo disso é a diminuição da dispersão dos colaboradores durante o intervalo das refeições. Os atrasos tornam-se cada vez mais raros e o tempo de retorno é, certamente, menor. Além disso, quando a estrutura do refeitório é bem montada, possibilitando que todos os funcionários se reúnam com conforto, existe uma maior integração entre seus membros.


Cada vez mais, as pessoas têm se preocupado com o que comer, buscando uma alimentação mais eficiente, equilibrada e saudável. Assim sendo, para atender essa nova demanda, no caso de uma empresa, é necessário a utilização de um equipamento que seja adequado para aquecer as marmitas.


A escolha desse artefato é um fator decisivo para unir praticidade e rapidez para a demanda da empresa. Confira a seguir as características dos modelos para 25 e 50 marmitas e veja qual melhor se adapta ao ambiente do seu negócio.


Quais as características do marmiteiro elétrico?


Ocupa pouco espaço e oferece qualidade, pois mantém a temperatura do alimento dentro da marmita, sem que seja necessário optar por um forno ou algo similar. Alguns marmiteiros elétricos oferecem a opção de suporte de até 50 marmitas.


É fabricado em aço inox com um sistema de aquecimento banho-maria e permite aquecer diversas marmitas ao mesmo tempo. O aquecimento da água se dá pelo uso de uma resistência em aço inox e blindada. Foi dimensionado para acomodar com tranquilidade as marmitas de tamanho padrão, ou seja:

  • quadrada – 11 x 18 x 5 cm;

  • redonda – 14 cm de diâmetro.

O aparelho tem as seguintes dimensões:

  • altura – 88 cm;

  • largura – 70,5 cm;

  • comprimento – 97,5 cm.

Logo, capacidade de marmita de:

  • até 25, com uma bandeja;

  • até 50, com duas bandejas.


Como funciona o marmiteiro elétrico?


É um aparelho que utiliza uma resistência submersa que aquece a água e que transfere o calor para as marmitas. Mesmo que o seu funcionamento seja muito simples, qualquer pessoa que for realizar a operação ou a manutenção deve ser bem orientada. Isso porque o cuidado é essencial para que a vida útil do marmiteiro se estenda por mais tempo, como também para garantir a segurança do operador.


Por se tratar de um equipamento elétrico, a sua instalação deve seguir o manual de instruções que acompanha o produto. Precisa também de um circuito exclusivo e um disjuntor compatível com a sua potência. Não deixe de instalar um dispositivo residual no circuito, pois, assim, a proteção contra choques de corrente de fuga será mais eficiente.


O marmiteiro elétrico pode ser utilizado para várias finalidades. Uma delas é dentro das empresas, como uma maneira de deixar os alimentos quentes para que sejam consumidos com mais qualidade na hora do almoço. Já que em instituições muito grandes ou que precisam de mais agilidade, fazer com que os funcionários esquentem os seus alimentos, um de cada vez, acabam ocupando muito tempo.


Além disso, pessoas que fazem marmitas para a venda também utilizam esse equipamento para manter os alimentos, sejam eles separados ou já dentro dos recipientes de delivery, para entregar aos seus clientes com uma maior qualidade e, assim, conseguir conquistar a clientela e bons feedbacks.


Qual é melhor: marmiteiro elétrico ou a gás?


No mercado, há vários modelos de marmiteiros, tanto elétricos como a gás GLP (Gás Liquefeito de Petróleo). Os marmiteiros aquecem várias marmitas simultaneamente, poupam tempo e recursos para garantir uma alimentação de qualidade a seus colaboradores.


A resistência utilizada no seu aquecimento proporciona uniformidade e segurança a qualquer das marmitas colocadas para aquecer. Não sofre perda de calor ao longo do processo, como também não contamina os alimentos.


Os modelos a gás não são indicados para serem utilizados nas empresas, uma vez que, além de apresentarem risco de explosões, têm um preço mais elevado e exigem, pelo menos, um botijão de reserva. Já os elétricos, entretanto, garantem maior segurança e economia a longo prazo e são fáceis de manusear. Além do fato de que a manutenção é mais fácil de ser feita.


É possível encontrar marmiteiros elétricos de diversas empresas, tamanhos e características, então é preciso prestar atenção a alguns detalhes além do seu “combustível” para que você acabe não investindo no tipo incorreto para a sua empresa, uma vez que existem outros fatores que podem atrapalhar ou auxiliar o uso diário desse equipamento.


Como escolher um marmiteiro elétrico?


Agora que você conheceu um pouco mais sobre esse equipamento, está na hora de entender como escolher o melhor modelo de marmiteiro elétrico para a sua empresa. Logo, garantir com que ele supra as necessidades do seu negócio, ao mesmo tempo que tenha uma durabilidade e possa ser adquirido por um bom preço.


Avalie as dimensões


O primeiro passo é avaliar o tamanho. É possível encontrar um marmiteiro elétrico com diversas dimensões, sendo importante escolher aquela que melhor se adapta ao tamanho da sua empresa. Invista naquela que consiga esquentar o máximo de marmitas necessárias, para que todos possam comer no mesmo horário.


Também é importante escolher um modelo de marmiteiro elétrico que consiga esquentar marmitas de diferentes materiais, já que é comum que, em empresas grandes, existam pessoas que utilizam diferentes tipos de recipientes, seja plástico, isopor ou alumínio. Então, é preciso tomar cuidado para que nenhuma delas seja danificada com o produto.


Considere a qualidade do fornecedor


O fornecedor também precisa ser de qualidade: geralmente, é necessário fazer um orçamento do produto para avaliar o tipo que melhor atenda às suas necessidades e, caso a compra seja feita on-line, também é necessário incluir o valor do frete. Assim, é preciso escolher um fornecedor que seja de qualidade.


Você precisa ter a confiança de que receberá o seu produto e de que ele estará em ótimo estado de funcionamento. Caso o contrário, você perderá dinheiro e ainda precisará de outras estratégias para deixar a marmita dos funcionários sempre quentes durante o almoço, garantindo uma boa satisfação com a empresa.


Avalie o preço


O preço é outro ponto que precisa ser visto pelo empreendedor na hora de adquirir um marmiteiro elétrico para a sua instituição. É importante que ela tenha um bom preço de mercado, mas que não seja nem muito baixo ou nem muito caro. Porém, esse não deve ser seu único norte: muitas vezes, pode valer a pena pagar um pouco mais caro por um produto de qualidade superior e que durará mais tempo. Entretanto, também pode ser possível negociar um valor mais baixo.


Agora que você entendeu melhor o que é um marmiteiro elétrico e quão vantajoso esse equipamento é para a sua empresa, não perca mais tempo e vá logo adquirir o seu! Aqui na IMC, temos o modelo perfeito que atende às suas necessidades e o ajuda a fazer com que a sua equipe tenha refeições sempre quentinhas dentro da empresa!


461 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page