top of page
Banner Blog da IMC

Blog da IMC

  • Foto do escritorIMC Resistências Elétricas

Conhece a resistência para ducha industrial? Confira


Conhece a resistência para ducha industrial? Confira

Tomar banho em um hotel ou motel pode ser bem relaxante, não é mesmo? A água costuma sair na temperatura ideal e tem uma ótima pressão e vazão. Você sabe qual é a resistência utilizada nesse equipamento?


A resistência para ducha industrial é ideal para atender a essa aplicação. Já que o fluxo de pessoas que utilizam a ducha é alto e é preciso que sejam resistentes. Afinal, não é o legal para um negócio ter hóspedes com problema com a resistência queimada no meio do banho, além do alto custo de manutenção.


Quer conhecer mais sobre esse componente e descobrir como escolher a resistência para ducha industrial? Continue acompanhando nosso post e confira nossas dicas para fazer a escolha certa!


Descubra a diferença entre chuveiro elétrico e ducha elétrica


Antes de tudo, é preciso esclarecer que o chuveiro, como popularmente conhecido, na verdade, é a ducha. Com os termos esclarecidos, você pode estar se perguntando se ambos não são a mesma coisa. A resposta é não.


A principal diferença é que a ducha possui uma resistência, enquanto o chuveiro não. O aquecimento da água do chuveiro ocorre externamente por meio de um sistema de aquecimento (solar ou a gás). Desse modo, a água pode demorar a sair quente, uma vez que é preciso que a que fica na tubulação entre o sistema de aquecimento e o chuveiro precisa ser eliminada primeiro.


Na ducha, por outro lado, por possuir um sistema de aquecimento (resistência), a água já sai aquecida ao girar o registro. Assim, é possível obter economia de energia e água.


A ducha elétrica possui uma chave seletora de temperatura que permite que seja regulada. Já a água do chuveiro tem a temperatura conforme regulado o sistema central de aquecimento. Alguns modelos de chuveiro mais modernos permitem o controle de temperatura.


Outra diferença é a vazão, ou seja, o volume da água de cada equipamento. O chuveiro apresenta mais vazão, pois, por não ter uma resistência que aquece a água, pode ter um volume maior passando por ele. Entretanto, a pressão da água da construção pode interferir na vazão.


Já a ducha, por ter o sistema de aquecimento, tem sua vazão menor. Se a pressão for alta, pode acontecer de a resistência não aquecer a água o suficiente devido à rapidez que ela passa pelo tanque interno do produto.


Em ambos, a regulagem do volume ocorre pelo registro do equipamento.


Saiba sobre o funcionamento da resistência para ducha industrial


A resistência elétrica de uma ducha industrial é alimentada pela energia elétrica da construção. Sua função é a de aquecer água, e, para isso, ela utiliza o efeito Joule, que é a transformação da energia elétrica em térmica.


Ao ligar a ducha, a resistência resiste à corrente elétrica vinda da rede elétrica e, ao liberar energia térmica, esquenta a água imediatamente. Por isso, a ducha é capaz de economizar energia e água.


Na ducha, há um tanque de água onde a resistência deve ficar imersa. Ao ser instalada, não deve ser esquecido de colocar água no recipiente. Se ligada a seco, pode queimar ou causar um curto-circuito.


Há três modelos de resistência para ducha:

  • espiral – é um modelo antigo, no formato espiralado, com niples para encaixar nos terminais do produto;

  • refil – a resistência já vem montada, devendo ser apenas acoplada ao equipamento;

  • blindada – ideal para localidades onde a água é salobra, contém muito ferro, ou materiais que possam corroer as partes da resistência (o valor é mais alto, porém a possibilidade de troca é menor).


A principal aplicação da resistência para ducha industrial é em hotéis e motéis. Entretanto, pode ter aplicações na indústria, como é o caso do uso no processo de têmpera, com o objetivo de fazer o resfriamento de peça.


Conheça as dicas para escolher a resistência certa


Vamos apresentar algumas dicas para você considerar na hora de escolher a resistência para ducha industrial. Confira!


Voltagem


A unidade de medida de voltagem é o Volts (V) e é definida pela rede elétrica que pode variar devido à localidade, normalmente encontrada em 127V ou 220V.


Há sempre a dúvida se a voltagem interfere na economia de energia, e a resposta é: depende. Nas duchas, a energia que se gasta dentro do produto é a mesma, seja qual for a voltagem. Entretanto, a diferença gasta pelos fios pode influenciar no consumo de energia. Os fios, para uma voltagem de 127V, costumam gastar 4 vezes mais energia do que produtos 220V. Se o gasto for pequeno, essa diferença pode ser desconsiderada, porém, se for alto, optar pela voltagem 220V pode ser mais vantajoso.


Vale ressaltar que não se deve usar um equipamento 127V em uma voltagem 220V, pois pode ocasionar acidentes e queima do mesmo.


Potência


É determinada pela resistência interna do produto, e seu valor é em watts (W). Ela está relacionada à capacidade de o equipamento aquecer a água. Desse modo, deve ser considerado o clima da região em que será instalado ao escolher a potência da resistência.


Em regiões mais quentes, os banhos costumam ser morno a frio, e, por isso, as potências mais baixas atendem a essa necessidade. Já em regiões mais frias, o ideal é a potência alta para ter banhos quentes. Entretanto, potências mais altas gastam mais energia.


Fabricante


Uma resistência de má qualidade pode requerer trocas constantes e oferecer riscos aos usuários, o que é indesejável para qualquer negócio.


Para a garantia de ter uma resistência para ducha industrial de boa durabilidade e eficiência, você deve optar por um fornecedor confiável, de maneira que ele ofereça produtos de qualidade e ótimo custo-benefício.


Por fim, a resistência para ducha industrial deve ser potente para o uso em hotéis e motéis. Ao optar por uma ducha em vez de um chuveiro, você poderá ter uma boa economia de água e energia. Agora, com nossas dicas de como escolher a resistência certa, você poderá escolher considerando o que atende melhor à sua aplicação.


Gostou do nosso post? Não deixe de curtir nossa página no Facebook e ficar sabendo tudo sobre resistências.

56 visualizações2 comentários

2 Comments


Carlos Abreu
Carlos Abreu
há 6 dias
Like

Carlos Abreu
Carlos Abreu
há 6 dias
Like
bottom of page