top of page
Banner Blog da IMC

Blog da IMC

Ícone entrega pelos Correios para todo Brasil

ENTREGA PELOS CORREIOS

para todo Brasil

Ícone retire na loja sua compra do site

RETIRE NA LOJA

sua compra do site

Ícone dividimos em até 12 vezes pagamento nos cartões

DIVIDIMOS EM ATÉ 12 VEZES

pagamento nos cartões

Ícone loja 100% segura - selo SSL utilizado

LOJA 100% SEGURA

selo SSL utilizado

  • Foto do escritorIMC Resistências Elétricas

Aprenda como funciona uma ligação de resistência elétrica


Aprenda como funciona uma ligação de resistência elétrica

A ligação de resistência elétrica é um ponto de grande importância na implementação de qualquer projeto que precise fazer a transformação de energia elétrica em calor. Realizá-la da maneira correta significa ter segurança quando todo o sistema estiver em funcionamento. Como a corrente requerida é alta, a instalação deve ser confiável.


Neste artigo vamos mostrar inicialmente a você do que se trata o conceito de resistência elétrica. Ele será a base para entender a importância de uma ligação elétrica feita conforme o projeto descreve. Ao ler o artigo, você também saberá como escolher a resistência ideal para cada aplicação, pois receberá ótimas recomendações. Confira!


O que é uma resistência elétrica?


Para saber o que é uma resistência elétrica, é necessário entender o conceito de corrente elétrica. Sem a existência da corrente, não é possível falar dos processos resistivos e o efeito desejado não pode ser atingido. É necessário que haja um fluxo para que o processo de transformação (conhecido como efeito Joule) seja alcançado.


A razão para entender isso pode ser subentendida por meio da própria nomenclatura: resistência. Ocorre da seguinte maneira, sempre que há passagem de corrente por um condutor, existe o processo de resistência a esse fluxo. Essa resistência pode ocorrer por inúmeros fatores, podendo ser intrínsecos ao processo ou causados de forma deliberada.


A primeira fonte de resistência de um circuito elétrico tem origem nas características do próprio material. Os condutores são fabricados para conduzirem a corrente elétrica, mas possuem uma resistência natural que causa oposição à passagem dessa mesma corrente. Curioso, não é mesmo?


Em segundo lugar, também existe a resistência dos componentes da instalação elétrica. Eles servem para atingir objetivos específicos, mas também fornecem uma resistência natural à passagem do fluxo elétrico.


Se destacam como componentes com resistência natural os capacitores, os quais damos o nome de capacitância para a oposição natural. Inclusive, também temos os indutores que fornecem ao circuito a indutância. Por fim, existem as resistências colocadas no circuito, cuja função é unicamente fornecer oposição à passagem de corrente.


Na indústria, os circuitos elétricos funcionam com corrente alternada em diferentes ligações trifásicas. Desse modo, podemos chamar o conjunto dessas três fontes de resistência por um único nome: impedância. Ela representa o conjunto de todas as resistências naturais de um circuito elétrico que trabalha em corrente alternada.


Por último, existe a resistência presente em um circuito elétrico como forma de equipamento resistivo. Tratam-se dos dispositivos cuja finalidade é fazer a transformação de corrente elétrica em calor.


Isso ocorre devido a necessidade de ter a aplicação de uma alta temperatura em algum processo industrial ou funcionalidade de um produto, como chuveiros elétricos ou uma resistência refletora, por exemplo.


O que é uma ligação de resistência elétrica?


Já conhecemos a função de uma resistência elétrica, que é a geração de calor por meio da transformação de energia elétrica. Para que esse processo possa ser possível, é necessário que haja uma ligação inicial, pois do contrário não existe trabalho a ser feito pela resistência.


Dessa forma, uma ligação de resistência elétrica consiste no acoplamento desse dispositivo junto à rede de energia. Como temos a aplicação comercial e, principalmente, industrial desses elementos, a sua ligação não é um processo trivial como ligar uma tomada de televisão, por exemplo.


De acordo com a aplicabilidade da resistência, é necessário um tipo diferenciado de ligação elétrica. Dependendo da frequência de operação, é possível que dispositivos auxiliares sejam requisitados, como capacitores ou chaves de alta fusão.


Qualquer que seja o intuito, é certo que a ligação deve seguir todos os requisitos do projeto. Como se trata de converter a energia elétrica em calor, geralmente, é necessário uma corrente muito grande, o que gera bastante calor.


Tanto a parte da energia precisa de cuidados — para que não ocorra um curto-circuito, por exemplo — quanto a parte resistiva do circuito merece atenção. Altas temperaturas significam riscos a serem bem controlados.


Quais são os benefícios de utilizar uma resistência de qualidade?


O item mandatório na utilização de aparelhos e, por conseguinte, circuitos resistivos sempre será a segurança. Dessa forma, é imprescindível trabalhar somente com materiais e dispositivos de qualidade.


Apenas os produtos fabricados com a orientação de normas técnicas merecem crédito. A sensibilidade da aplicação é muito grande, e não se deve optar por produtos de baixa qualidade. Em caso de acidente, pode-se ter danos materiais e físicos.


Além disso, produtos de boa qualidade em geral são poupadores no consumo. Isso significa menor gasto com a conta de energia elétrica. Como esse é um item de grande peso, gastar menos energia significa reduzir custos.


Como escolher a resistência ideal para cada situação?


A escolha será bem sucedida se a opção pelo fornecedor for bem feita. Isso decorre da orientação advinda do departamento técnico dessa companhia. O fabricante da resistência deve ter acesso ao projeto antes mesmo que ele seja executado.


A razão para isso é unir as necessidades de aplicação com o conhecimento implícito de quem fabrica o produto. O know how adquirido com anos de experiência será capaz de fazer a melhor indicação pelo produto mais adequado.


Para isso, vale a recomendação de pesquisar por uma empresa fornecedora que tenha tradição na fabricação de resistências elétricas. Procure pesquisar também sobre o processo produtivo exercido na empresa. Essa verificação serve para saber se as normas de fabricação estão sendo seguidas.


Por fim, conheça a qualidade do departamento técnico. Verifique com que frequência essa equipe de funcionários recebe atualização de conhecimento. Isso dará um ótimo norte sobre a qualificação dos profissionais envolvidos, o que significa um melhor suporte ao processo de pós-venda e instalação dos materiais.


A ligação de resistência elétrica é tão importante quanto a própria resistência. Deve ser feita seguindo o projeto e por um profissional legalmente habilitado. Da mesma forma, o equipamento resistivo deve ser adquirido de um fornecedor de qualidade. Na IMC você encontra qualidade no produto e na consultoria para auxiliá-lo no processo de implantação dos materiais. Por isso, conte conosco!


Entendeu a importância desses conceitos? Entre em contato conosco e conheça a qualificação de nosso time de consultoria e suporte!

586 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page