top of page
Banner Blog da IMC

Blog da IMC

Ícone entrega pelos Correios para todo Brasil

ENTREGA PELOS CORREIOS

para todo Brasil

Ícone retire na loja sua compra do site

RETIRE NA LOJA

sua compra do site

Ícone dividimos em até 12 vezes pagamento nos cartões

DIVIDIMOS EM ATÉ 12 VEZES

pagamento nos cartões

Ícone loja 100% segura - selo SSL utilizado

LOJA 100% SEGURA

selo SSL utilizado

  • Foto do escritorIMC Resistências Elétricas

Conheça 7 indicadores de produtividade industrial!


Conheça 7 indicadores de produtividade industrial!

As métricas de produtividade industrial servem para revelar o desempenho das indústrias. Por isso, são úteis para desenvolver estratégias futuras mais eficientes e para analisar os processos atuais de cada negócio.


Os gestores normalmente escolhem os indicadores que desejam acompanhar para assegurar uma tomada de decisão mais assertiva, conforme os objetivos da organização. Os indicadores de produtividade industrial, portanto, são relevantes para enfrentar e superar os desafios que se apresentam continuamente.


O monitoramento das métricas é realizado pelos profissionais da gestão, para oferecer um trabalho de excelência para as indústrias, melhorar a produtividade de todos os setores, organizar as equipes de acordo com as suas habilidades e muito mais.


Deseja entender como as métricas de produtividade podem ajudar a reduzir custos na indústria? Acompanhe a leitura!


Entenda por que acompanhar os indicadores de produtividade industriais


As métricas da área produtiva são úteis para aprimorar as rotinas dos colaboradores e otimizar os procedimentos internos, de modo que todos os departamentos se tornem mais eficientes.


Elas são conhecidas pela maioria dos gestores como Indicadores-chave de Desempenho — ou Key Performance Indicators (KPIs) — porque norteiam os fluxos de tarefas ou trabalhos.

Elevação dos lucros

Esses KPIs são alinhados à área de atuação da indústria, e as suas especificidades são adequadas às exigências de cada organização que precisa melhorar os seus resultados.


Com eles, o gestor cria novas táticas para elevar os lucros dos negócios, aumentar a competitividade no mercado e superar a concorrência dentro dos limites legais.

Aprimoramento na gestão

Os indicadores de desempenho aprimoram a gestão na indústria que deseja acompanhar ou mensurar a qualidade dos processos operacionais e os níveis de produção.


As métricas ajudam a identificar gargalos, revelam dados relevantes, eliminam desperdícios e ineficiências, bem como contribuem para que os colaboradores obtenham melhor desempenho após a análise do cenário interno.

Redução de custos

Com os indicadores de produtividade industrial, fica mais fácil compreender como ocorre o aproveitamento dos recursos e compará-lo aos resultados alcançados em determinado período.


Eles melhoram a compreensão sobre as operações da indústria e permitem aos gestores quantificar o desempenho de todos os envolvidos com a linha de produção ou nos setores administrativos.

Melhoria de eficiência

Os KPIs de produção são uma alternativa para os profissionais que precisam mensurar níveis de qualidade das etapas de fabricação.


Além de reduzir os custos e elevar o desempenho, eles apontam desperdícios e os demais fatores negativos que atrapalham a produtividade dos times. É importante saber escolher esses indicadores de acordo com cada operação realizada.

Medição de performance

O gestor tem a possibilidade de desenvolver métricas próprias se quiser facilitar a sua compreensão. Para isso, é preciso encontrar indicadores que auxiliem na medição da performance das indústrias, e considerem as operações fabris, informações e dados estratégicos.


Deve-se optar por indicadores de produtividade que ajudem a mapear pontos fortes e fracos do setor de produção, máquinas, colaboradores e equipes.


Confira os principais indicadores indispensáveis para a indústria


Existem indicadores que revelam os números de produtos produzidos diariamente durante as operações da indústria.


A métrica mensura a quantidade de itens fabricados durante uma quantia de horas ou dias. Ela pode ser usada de forma restrita para saber a produtividade de um funcionário ou de um setor.


Veja, a seguir, os KPIs mais utilizados no setor industrial!

1. On Time In Full

On Time In Full é representado pela sigla OTIF. Trata-se de um indicador de performance muito interessante para gestores que fazem o monitoramento da qualidade das entregas dos itens produzidos.


A finalidade dessa métrica é aumentar a satisfação dos clientes continuamente em relação aos serviços e produtos ofertados pela organização.


Os termos On Time se relacionam com prazo, data, horário e endereço em que serão entregues os produtos aos clientes. Calcule essa métrica e terá mais pontualidade nas entregas dos pedidos.


Já as palavras In Full referem-se às expectativas dos clientes, que devem ser asseguradas. O indicador garante que os produtos sejam recebidos conforme especificações fornecidas aos clientes.

2. Tempo Médio para Reparo

Mean Time To Repair tem a sua representação pela sigla MTTR. Esse indicador de produtividade mostra o Tempo Médio Para Reparo, ou seja, revela uma média do tempo investido na realização dos consertos dos maquinários após ser detectada alguma falha ou defeito.


A métrica mensura, portanto, quantas horas foram dispendidas nas intervenções.

3. Eficácia Geral do Trabalho

A métrica é representada pela sigla (OLE) e reporta a eficácia da mão de obra entregue pelos funcionários. É um KPI utilizado para medir o uso, a qualidade e o desempenho da força de trabalho, assim como os seus impactos positivos ou negativos na produtividade.


A métrica serve para medir a disponibilidade ou a porcentagem das contribuições eficazes.

4. Tempo de Inatividade

Esse indicador — conhecido como tempo de inatividade — serve para averiguar os períodos em que a produção é interrompida e os maquinários permanecem inativos.


O KPI faz com que o gestor saiba se a indústria está tendo prejuízos em decorrência de interrupções sucessivas ou defeitos nas máquinas, e se é necessário fazer novos investimentos ou aquisições.

5. Tempo Médio entre Falhas

Tempo Médio Entre Falhas — ou Mean Time Between Failures (MTBF) — é uma métrica que mede o decurso de tempo entre as falhas.


Ela serve para descobrir se as máquinas estão quebrando por falta de manutenção, se há avanço no desgaste dos equipamentos ou se a linha de produção exige demais deles.


O KPI é usado para realizar a renovação dos maquinários.

6. Horas trabalhadas na produção

Essa métrica indica quanto tempo será necessário para o desempenho das atividades durante certo período. Se o gestor percebe que a quantia de horas está muito elevada para certas tarefas, poderá fazer uma revisão dos procedimentos ou tornar as fases mais eficientes para elevar o desempenho e os lucros da indústria.

7. Nível de utilização da capacidade instalada

Um indicador de desempenho muito importante nas indústrias é chamado de nível de utilização da capacidade instalada.


Por meio dele, os profissionais da gestão sabem se as instalações ou máquinas estão em pleno funcionamento ou se estão ociosas. Ao perceber que a linha de produção produz menos do que deveria, o gestor consegue verificar a causa da queda.


Agora, você já conhece os 7 indicadores de produtividade industrial mais utilizados pelos gestores. Saiba que o monitoramento dessas métricas não precisa ser uma atividade complexa, desde que a indústria utilize um sistema de gestão específico que realize a coleta, o processamento e a análise dos dados das etapas produtivas. A tecnologia faz o cálculo e otimiza o seu trabalho.


Gostou do conteúdo? Então, compartilhe-o agora mesmo nas redes sociais!

152 visualizações3 comentários
bottom of page